Controle no furo

A nova Sandvik DU412i oferece perfuração altamente flexível e automatizada para a mineração subterrânea.

Asandvik DU412i aumenta a oferta de soluções avançadas de perfuração para aplicações in-the-hole (ITH) da Sandvik Mining and Rock Technology. O terceiro membro da família de equipamentos de perfuração Next Generation segue as pegadas da Sandvik DD422i e da Sandvik DT922i.

A tecnologia ITH expande substancialmente o portfólio de sistemas de perfuração in-the-hole da Sandvik. Enquanto as perfuratrizes top hammer produzem furos menores, com uma taxa de penetração inicial mais rápida e menor consumo de energia, a tecnologia ITH proporciona maior precisão, particularmente na rocha fraturada. Ela pode perfurar furos mais profundos (mais de 100 metros), assim como padrões de perfuração maiores – essencialmente mais toneladas por metro perfurado. Os tamanhos de furos variam para perfuratrizes top hammer entre 51 e 127 mm (2 a 5 pol.), enquanto as aplicações ITH geralmente começam em torno de 100 mm (4 pol.) e se estendem bem além de 203 mm (8 pol.), furos alargados até 445 mm (17,5 pol.) e V30 até 762 mm (30 pol.).

Aplicações para o Sandvik DU412i incluem perfuração em leque para produção, abertura de faces livre (“slot raises”), furos de drenagem e infraestrutura, de pré-condicionamento, circulação reversa para controle de teor (“grade control”) e exploração.

A flexibilidade, baseada em grande parte em componentes compartilhados com o resto da classe 400i, é um recurso chave da Sandvik DU412i. Todos os equipamentos Sandvik Next Generation compartilham peças e chassis. Operadores e técnicos de manutenção encontrarão um equipamento mais simples graças aos componentes e às interfaces de usuário semelhantes. A convergência das peças de reposição entre os equipamentos da Next Generation serve para minimizar os estoques necessários.

O novo design do mastro modular e do carrossel torna a manutenção ainda mais simples e também permite a modificação das configurações de lança e carrossel posteriormente, mesmo em condições de campo, para responder a necessidades de produção ou de mina diferentes. A lança padrão, heavy hoist e V30 usam um único trilho. Todos os centralizadores, carrossel e opções de lança têm controles eletrohidráulicos e montagem padronizados.

Dados técnicos Sandvik DU412i

  • Módulo de perfuração: lança padrão (70 kN), 19 + 1 carrossel de haste (opções até 33 +1)
  • Diâmetro do furo: 89–762 mm (3 ½–30 pol.)Alimentação multitensão: 380–1000 V, 50/60 Hz
  • Motor: Cummins QSB4.5 diesel, 122 Kw, Tier 4F
  • Booster a bordo: 19 m3/min, 28 bar (400 psi), controle eletrônico (até 33 m3/min)
  • Cabine: em conformidade com requisitos de segurança FOPS (ISO 3449)
  • Comp. de deslocamento: 10.495 mm (413,2 pol.)
  • Seção T de deslocamento: 3.800 mm (149,6 pol.)
  • Altura de perfuração: 3.560 mm (140,2 pol.)

O módulo de perfuração completamente novo, especificamente otimizado para possibilidades de instrumentação e automação, foi projetado conjuntamente pelas unidades de produção Sandvik em Winnipeg, Canadá, e Tampere, na Finlândia.

A filosofia de flexibilidade também se estende à unidade de alimentação: o sistema multitensão permite que as mineradoras transportem livremente o equipamento de um país para outro, uma vez que ele pode facilmente se adaptar a diferentes redes, de 380V a 1000V, em frequências de 50 Hz e 60 Hz.

A automação extensiva é outro destaque da Sandvik DU412i. A oferta é estruturada em dois níveis: automação no pacote Silver de furo único como padrão para todos os equipamentos e no pacote Platinum para aplicações de múltiplos furos.

Com o sistema de automação de furo único, a perfuratriz faz automaticamente um furo e recolhe a coluna de perfuração quando concluído, permitindo que o operador deixe temporariamente o equipamento durante a atividade. O pacote Platinum baseia-se na automação, permitindo o posicionamento automático do braço entre furos, manipulação do plano de perfuração e coleta de dados com transferência sem fio. Esses recursos automáticos aumentam a utilização do equipamento durante trocas de turno, período de limpeza e qualquer outro horário inativo do dia.

<p>Flexibilidade, baseada em componentes compartilhados com o restante da classe 400i é um recurso chave da Sandvik DU412i.</p>

Flexibilidade, baseada em componentes compartilhados com o restante da classe 400i é um recurso chave da Sandvik DU412i.

<p>O sistema de automação de furo único permite fazer automaticamente um furo e recolher a coluna de perfuração quando concluído.</p>

O sistema de automação de furo único permite fazer automaticamente um furo e recolher a coluna de perfuração quando concluído.

<p>A oferta Platinum permite posicionamento automático do braço entre os furos, manipulação do plano de perfuração e coleta de dados com transferência sem fio.</p>

A oferta Platinum permite posicionamento automático do braço entre os furos, manipulação do plano de perfuração e coleta de dados com transferência sem fio.

“A automação é uma tendência muito importante”, afirma Jordan Letkeman, gerente de Produtos de Perfuração Subterrânea ITH da Sandvik Mining and Rock Technology. “Não só em minas de alta tecnologia em que é usada para aumentar a utilização de uma frota eficiente em momentos que antes a máquina não operava, mas também em áreas de baixa tecnologia em que a automação de perfuração pode aumentar significativamente a produtividade de um novo operador por ser mais consistente.”

A interface gráfica do usuário (GUI) do sistema de controle de perfuração visualiza o que a unidade está fazendo a todo momento.

Valor agregado

  • Mais seguro para os operadores: controle remoto de deslocamento
  • Inovação para mineração subterrânea: amplas opções de automação, compatibilidade com controle remoto e à prova de upgrades futuros
  • Flexibilidade para mudanças: aplicações modulares, chassis dianteiros e traseiros, multitensão
  • Manutenção eficiente e custos mais baixos: sistema de lanças modular, carrossel e centralizadores, peças de reposição comuns, acesso ao nível do solo.

Os dados de desempenho e status relevantes, como o posicionamento e o ângulo do módulo de perfuração, dados do componente e parâmetros de desempenho, são mostrados em um layout de tela simples e organizado. No pacote Platinum, a GUI também mostra os dados do furo e da perfuração em leque. A mesma GUI é usada em todos os equipamentos Sandvik Next Generation para possibilidades de treinamento cruzados e resultados mais rápidos com os operadores em treinamento.

O sistema de controle da Sandvik DU412i permite a operação remota para operações de deslocamento, estabilização e nivelamento, setup do módulo de perfuração e carregamento da haste do carrossel. O operador agora pode deslocar e configurar a unidade sem ter que se sentar na cabine.

Ao invés disso, o equipamento pode ser configurado a partir da área com a melhor visibilidade do entorno da perfuratriz.

Em um nível ainda mais alto, usando a perfuração remota, um único centro de comando pode executar simultaneamente várias unidades e integrar as operações de perfuração com as de carregamento e transporte por meio do sistema Sandvik AutoMine.

O manuseio dos planos de perfuração e os diagnósticos de perfuração baseados no formato de arquivo do International Rock Excavation Data Exchange Standard (IREDES) fornece compatibilidade com sistemas de planejamento de minas de terceiros e relatórios diários consistentes para informações aprimoradas e mais rápidas disponíveis para departamentos de engenharia e operações. A preparação para o sistema de monitoramento remoto Sandvik OptiMine e o sistema de gerenciamento de informações e frota de perfuração Sandvik AutoMine oferecem outras possibilidades em termos de infraestrutura digitalizada de minas.