A prática leva à perfeição

Com as remotas minas australianas distantes dos serviços de emergência, as equipes de resposta local precisam se sentir confiantes em qualquer tipo de crise. A Competição de Respostas a Emergências de Mineração (MERC), realizada anualmente em Perth, ajuda no aprimoramento de habilidades e no preparo para vários cenários.

Em um parque público perto do centro da capital da Austrália Ocidental, Perth, um avião a jato está em chamas. As chamas estão jorrando do lado esquerdo do motor. Com uma explosão aparentemente iminente, a equipe de resposta a emergência está fazendo o seu melhor para conter o fogo.

É uma cena dramática e alarmante, mas mesmo que a equipe de emergência e as chamas sejam reais, você não vai ouvir sobre o fogo nos noticiários. O cenário foi encenado como parte da Competição de Respostas a Emergências de Mineração, ou MERC – um concurso anual de três dias destinado a melhorar as habilidades das equipes de resposta a emergências que trabalham em minas australianas. Além de extinguir incêndios de aeronaves, os times podem ser chamados para lidar com qualquer coisa, desde derramamentos de produtos químicos e prédios em chamas até desastres horríveis.

“Nós tentamos tornar os cenários o mais realista possível, por isso eles são baseados em eventos que foram relatados ao Departamento de Minas e Petróleo local”, afirma Jen Pearce, um dos criadores da competição. “Já simulamos de tudo, desde acidentes rodoviários em ambientes escuros e tempestuosos a ferimentos por esmagamento de maquinaria pesada e queda de veículos”.

Embora possa parecer assustador, a MERC desempenha um papel vital na melhoria da segurança e da preparação para incidentes. A mineração na Austrália é por vezes realizada em locais remotos, às vezes a centenas de quilômetros dos principais centros. Com os serviços de emergência profissionais, como a brigada de incêndio e ambulâncias, comumente a muitas horas de carro, os operadores das minas podem tratar o risco de acidentes com as equipes de resposta a emergência do local. “O MERC tem como objetivo dar a esses indivíduos a oportunidade de treinar e aperfeiçoar suas habilidades de forma segura, controlada e realista, de modo que, se forem confrontados com uma situação real, estarão confiantes em sua resposta”, destaca Pearce.

<p>As equipes competem em sete atividades ao longo de dois dias.</p>

As equipes competem em sete atividades ao longo de dois dias.

A primeira competição MERC foi realizada há sete anos, quando a empresa de serviços críticos PWR e a firma de primeiros socorros Red Earth Health Solutions perceberam que era necessário um fórum na região de Perth para que as equipes de emergência do país se reunissem, compartilhassem conhecimento e treinassem.

Desde o começo, em 2010, a competição cresceu e hoje recebe 300 participantes anualmente, incluindo competidores, voluntários e patrocinadores. Realizada perto do distrito central de negócios de Perth, Langley Park, o evento atrai milhares de espectadores para a fase de competição de dois dias. Os competidores vêm tanto da Austrália Ocidental, onde a MERC é realizada, quanto do resto do país, de operações como Argyle Diamonds, Rio Tinto Iron Ore, FMG, BHP Nickel West, Newmont Boddington Gold e Synergy. Pearce afirma que também há interesse das operações de mineração no exterior, que desejam assistir o evento e possivelmente participar de competições futuras.

O gerente geral da PWR, Nick Groen, afirma que a MERC oferece benefícios em diversas áreas. “O treinamento é indispensável, mas ser capaz de testar suas habilidades em um ambiente controlado e seguro também é muito importante”, conta.

“Muitas dessas equipes não têm essa oportunidade de forma regular. E ser capaz de fazer networking e ver como outras empresas e equipes respondem em situações semelhantes, podendo aprender uns com os outros, é imperativo.”

Cada uma das 12 equipes que competem na MERC vem de uma empresa diferente e é composta por seis competidores, um reserva e um gerente. Os times competem em sete disciplinas nos dois dias da competição: resgate em acidentes rodoviários, resgate vertical, prontidão de resposta a emergências, resgate em espaço confinado, combate a incêndio, materiais perigosos e primeiros socorros. Os juízes voluntários avaliam o conhecimento prático e aplicado de cada equipe, e selecionam os vencedores por evento e os ganhadores da competição geral. Prêmios em dinheiro são doados para instituições de caridade em nome dos vencedores.
Pearce explica que, além de fornecer serviços de emergência na mina, as equipes de resposta a emergência também são frequentemente chamadas para prestar assistência na parte externa em casos de, por exemplo, acidentes com veículos motorizados, o que significa que as habilidades trabalhadas na MERC ajudam a comunidade em geral.

<p>A MERC é vital para melhorar a preparação para incidentes e a segurança em locais remotos.</p>

A MERC é vital para melhorar a preparação para incidentes e a segurança em locais remotos.

Richard Crawford, supervisor de serviços de emergência e segurança da Christmas Creek, do Fortescue Metals Group, na região de Pilbara, Austrália Ocidental, é o principal juiz da MERC. Ele supervisiona todos os eventos e é particularmente envolvido nos cenários de resgate vertical. “É realmente incrível como as habilidades dos voluntários de resgate variam entre as minas e os membros da equipe”, ressalta. “Para o desafio de resgate vertical, não é necessário criar uma solução excessivamente complicada quando um sistema de transporte padrão de 2:1 com uma vantagem mecânica pode ser usado.”

Crawford explica que os competidores voltam a trabalhar com conhecimento aprimorado e espírito de equipe. “A solidariedade está no coração do resgate nas minas, e isso é visto na MERC”, diz. “Todo o conhecimento volta para as minas e ouvimos dos participantes que o vínculo da equipe está consolidado, o que ajuda a construir uma base sólida para a realização de resgates.”
Groen diz que o evento é possível graças ao apoio das indústrias e fornecedores locais de equipamentos, como a Sandvik. “O envolvimento da Sandvik possibilitou que tivéssemos equipamentos de mineração pela primeira vez na competição”, conta. “Nós tentamos simular cenários e incidentes, mas trazer o equipamento deu muito mais realismo ao evento, ajudando as pessoas a visualizá-lo.”

Patrocínio da Sandvik

Quando Malcolm Mauger, gerente de negócios de Carregamento e Transporte, ouviu de um cliente que a MERC 2016 estava precisando urgentemente de equipamentos de mineração para organizar cenários de resgate, ele imediatamente quis ajudar.

Depois de se encontrar com os organizadores da competição, a Sandvik concordou em fornecer um caminhão de mineração, uma perfuratriz subterrânea e uma carregadeira para o evento, fazendo com que, primeira vez, o equipamento de mineração fosse usado. Alguns colaboradores da Sandvik também se voluntariaram para participar e responder a quaisquer perguntas do público em geral. “A carregadeira foi usada em uma simulação em que um carro bateu sob ela e as equipes tiveram que extrair uma pessoa do veículo”, lembra Mauger. “A simulação para a perfuratriz envolveu alguém que teve o braço arrancado pela lança e a melhor forma de lidar com isso.”

Mauger afirma que a Sandvik se concentra em usar a segurança para prevenir acidentes e a MERC foca no que fazer se um acidente ocorrer, ambos levando a questão extremamente a sério. “Todas as simulações na MERC são meticulosamente planejadas com meses de antecedência por especialistas até serem realizadas no dia”, diz. “Mesmo após as simulações serem realizadas, elas são revisadas para ver qual aprendizado pode ser obtido para o evento do próximo ano.”